sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Religião Predominante no México .

Tradicionalmente, atribui-se aos Toltecs o surgimento de uma civilização a qual desapareceu com a invasão e a conquista do país pelas tribos do norte, os Naurianos que foram rapidamente substituídos pelos astecas cristalizando uma nova civilização mexicana.

Os rituais mexicanos incluíam as práticas mais horríveis e revoltantes que as encontradas em qualquer outra religião.

Os deuses preferidos do povo mexicano eram Tezcatlipoca e Huitzilopochtli sendo que o primeiro era considerado como o deus da lua minguante e por vezes como o deus do vento, e o segundo era considerado como o deus da guerra, que segundo a tradição foi milagrosamente concebido pela mãe por meio de uma bola de penas que caíra do céu. Os astecas asseguram que o deus nasceu completamente armado, matando logo a sua irmã e expulsando de casa os seus quatrocentos irmãos.

Tal como em todas as religiões os astecas também possuíam passagens como por exemplo: a confissão, a penitência, a absolvição, o baptismo e a comunhão (esta consistia em modelar uma imagem de Huitzilopochtli, de farinha amassada com o sangue das crianças).

Também utilizavam a cruz, o que surpreendeu muitos padres católicos, chamando-lhe de “árvore da nossa vida” que se relacionava com o sacrifício figurando como o símbolo dos quatros ventos do céu.

Actualmente, o país é predominantemente católico romano (89%), com 6% de adesão a várias fés protestantes e os restantes 5% a aderir a religiões mais pequenas ou sem religião.

Tal como em Portugal a Nossa Senhora de Fátima é muito importante na cultura portuguesa, no México a Nossa Senhora de Guadalupe também é um símbolo de grande importância. Em 1531 ocorreu a aparição de Virgem Maria no México, que ao realizar um milagre e após esse milagre se espalhar por todo o lado, foi construída uma igreja na montanha de Tepyac sendo ampliada durante séculos até chegar à actual Basílica Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe.

Um comentário:

  1. é bom esse texo mais poderia ser um pouco menos chato de ler!

    ResponderExcluir